Pandemia

Número de concelhos com maior transmissão cai de 119 para 15

Número de concelhos com maior transmissão cai de 119 para 15

Na semana passada, o número de concelhos no patamar mais elevado do risco extremo de transmissão de covid-19 era de 119. Os dados atuais mostram que desceram para 15.

Os dados desta segunda-feira, divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS), que dizem respeito aos 14 dias entre 3 e 16 de fevereiro dão conta de uma queda abrupta (menos 88%) no número de concelhos com risco extremo de transmissão de covid-19, ou seja com mais de 960 casos por 100 mil habitantes.

Há uma semana estavam 119 concelhos nesta situação. São agora 15: Aljustrel, Arronches, Boticas, Castanheira de Pêra, Castelo de Vide, Ferreira do Alentejo, Gavião, Manteigas, Monchique, Moura, Penela, Resende, Rio Maior, Sernancelhe e Setúbal.

Destes, três concelhos apresentavam mais de duas mil infeções no período analisado: Arronches (2199), Castanheira de Pêra (2410) e Resende (2259).

No segundo patamar de risco muito elevado, o da incidência cumulativa dos 480 aos 599,9 casos por 100 mil habitantes, a descida não foi tão acentuada, porque aqui se juntaram muitos dos concelhos que saíram do nível mais elevado. Passaram de 125 para 98 (uma redução de 22%).

Nos concelhos com os dois níveis mais baixos de incidência (até 59 casos), apenas um é do continente: Mourão. Os restantes 18 municípios localizam-se nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Entre os 60 e os 119 casos, encontram-se 12 concelhos.

De destacar ainda que a maioria dos concelhos (37%) situa-se no terceiro patamar mais alto, risco elevado,. São 115 aqueles que registam uma incidência de 240 a 479,9 casos por 100 mil habitantes.

PUB

Os dados de hoje da DGS revelam que em 24 horas se verificaram mais 549 casos de infeção por covid-19 em 24 horas. No mesmo intervalo de tempo faleceram 61 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG