Alteração de critérios

Número de doentes recuperados da covid-19 vai duplicar amanhã

Número de doentes recuperados da covid-19 vai duplicar amanhã

O número de recuperados vai aumentar oficialmente para mais do dobro dos casos, devido à contabilização de doentes curados que apenas estavam referenciados como tal numa aplicação informática.

"O relatório de situação terá um total de 9652 recuperados a mais, que correspondem a utentes que já estavam recuperados segundo o critério clínico, que tinham pelo menos um resultado negativo em termos laboratoriais e que não são nenhuns dos que já constavam do boletim, porque os trabalhos de verificação e de cruzamento de dados foram feitos pelos serviços partilhados do Ministério da Saúde e com o acompanhamento das autoridades de saúde", explicou Marta Temido, na conferência de imprensa diária com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo Marta Temido, a aplicação de acompanhamento clínico de doentes de covid-19 pode, desde meados de abril, servir para registo pelos médicos de casos de doentes recuperados, num campo de informação criado para esse efeito.

O relatório de situação diário apenas incluía até à data as notificações de casos recuperados reportados pelos hospitais e pelas autoridades de saúde, algo que muda a partir de domingo, quando se passam a ter em conta os doentes dados como recuperados pelos seus médicos assistentes através da aplicação Trace Covid-19.

Assim, aos 7705 casos até agora reportados, acrescem no domingo mais 9652 recuperados, mais do que duplicando o total de doentes curados.

"Desses utentes que têm registo de recuperado no 'Trace covid-19', [um total de] 9652 têm, pelo menos, um teste covid-19 negativo, por isso devem considerar-se recuperados e amanhã [domingo] serão incluídos no relatório de situação. Para garantir que nenhum destes utentes, destes 9652, era um caso já extraído, ou seja, que nenhum destes 9652 utentes era um dos 7705, e para prevenir eventuais duplicações, procedeu-se a um cruzamento do número de utente, garantindo que a informação é fiável", explicou Marta Temido.

A ministra da Saúde referiu também que é possível que o total de recuperados venha a crescer ainda mais em relatórios de situação posteriores se entretanto se confirmarem em laboratório alguns registos de recuperação que ainda aguardam confirmação laboratorial.

"Por prudência e cautela, o que fizemos foi gerar um alerta informático para verificação se estes casos são efetivamente também casos recuperados. Estes trabalhos estão a decorrer e poderão vir a refletir-se, ou não, num outro relatório de situação mais adiante", disse.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG