Covid-19

Ocupação nos cuidados intensivos no limite no Algarve e em Lisboa e Vale do Tejo

Ocupação nos cuidados intensivos no limite no Algarve e em Lisboa e Vale do Tejo

A região de Lisboa e Vale do Tejo tem 82 doentes internados em unidades de cuidados intensivos (UCI), o que representa 99 % do limite regional. Já o Algarve tem 15 doentes, 150% do limite definido pelo relatório das "linhas vermelhas" do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA).

A incidência de 240 casos por 100 mil habitantes, acumulada em 14 dias, foi ultrapassada em Lisboa e Vale do Tejo (LVT) e no Algarve. O INSA prevê que "em menos de 15 dias" também o Norte, Centro e Alentejo ultrapassem este limiar, de acordo com o relatório das "linhas vermelhas" desta sexta-feira.

O crescimento da covid-19 no Algarve teve invariavelmente impacto nos hospitais, que com 15 doentes em UCI já ultrapassou a capacidade de camas, de acordo com o Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge. "150% do limite definido no mesmo relatório", lê-se no documento.

Por outro lado, Lisboa e Vale do Tejo com 82 doentes a precisar de cuidados intensivos, "corresponde a 99 % do limite regional de 84 camas". Por esta altura, a região deverá representar cerca de 60% do total de casos internados nas unidades de cuidados intensivos em Portugal.

No panorama geral, a ocupação em UCI em Portugal situa-se atualmente nos 56% do "limiar definido como crítico de 245 camas ocupadas". O INSA alerta que "no último mês, este indicador tem vindo a assumir uma tendência crescente".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG