Mau tempo

Ondas podem chegar aos 10 metros na terça-feira

Ondas podem chegar aos 10 metros na terça-feira

Sete distritos de Portugal continental vão estar, na terça-feira, sob aviso laranja devido à previsão de agitação marítima forte.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa vão estar sob aviso laranja entre as seis horas e as 21 horas de terça-feira devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com cinco a seis metros, podendo atingir os nove a 10 metros.

O aviso laranja é o segundo mais grave de uma escala de quatro, é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado.

O IPMA colocou também sob aviso amarelo os distritos de Beja, Setúbal e Faro e o arquipélago da Madeira por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas com quatro a cinco metros.

O aviso amarelo, segundo menos grave de uma escala de quatro, refere-se a uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

No domingo, a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertaram em comunicado para o agravamento do estado do mar a partir de hoje nos Açores e a partir de terça-feira na Madeira e no Continente.

De acordo com a Marinha, está previsto um aumento da agitação marítima a norte do arquipélago dos Açores ao longo da tarde de hoje, prevendo-se ondas que podem chegar aos 06 metros, passando para os quatro metros na terça-feira.

PUB

"Na área a norte do arquipélago da Madeira e na faixa litoral oeste do continente é esperado um aumento gradual da agitação marítima ao longo da manhã de terça-feira", informou a Marinha.

Para a Madeira estão previstas ondas que podem chegar aos 06 metros e no continente até aos oito metros ao largo da costa, a norte do Cabo da Roca.

"É expectável que as condições do mar comecem a melhorar a partir da madrugada de quarta-feira, um de março, passando a valores na ordem dos 3 a 4 metros", adiantou a Marinha.

Por isso, a Marinha recomenda à comunidade marítima a adoção de medidas de precaução e aconselha vigilância.

"À população em geral recomenda-se que, caso exista necessidade de se deslocar até à orla costeira, mantenha uma atitude vigilante e tenha sempre presente que nestas condições o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras", é ainda referido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG