Bebé em ECMO

Ordem dos Médicos salienta risco da covid em crianças

Ordem dos Médicos salienta risco da covid em crianças

O caso de um bebé de 13 meses que está ligado à ECMO no Hospital de São João, no Porto, leva a Ordem dos Médicos a recordar "os efetivos riscos da doença nas crianças e a segurança e benefícios da vacinação".

"Todas as vidas importam e a vida de uma criança deve ser protegida de forma ainda mais especial, pelo que nos preocupa o palco que é dado a discursos inconsistentes e que, sobretudo, não têm qualquer respaldo na evidência científica produzida sobre os efetivos riscos da doença nas crianças e a segurança e benefícios da vacinação", sublinha o bastonário da Ordem dos Médicos. Miguel Guimarães.

PUB

Esta posição da Ordem dos Médicos surge depois de o Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, ter anunciado que tem internada uma criança de apenas um ano por agravamento da doença covid-19, com necessidade de recurso ao equipamento ECMO.

"A vacinação introduzida há pouco mais de um ano nos vários países, e que foi sendo alargada a várias faixas etárias, permitiu mudar o curso da pandemia e tornar a doença Covid-19, regra geral, menos grave. No caso concreto das crianças, é verdade que a infeção tende a ser mais benigna, mas os casos graves existem e não devem ser desvalorizados", reforça o coordenador do Gabinete de Crise, Filipe Froes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG