Exclusivo

Ordens contestam regras que facilitam contratação de profissionais estrangeiros

Ordens contestam regras que facilitam contratação de profissionais estrangeiros

Decreto permite contratar médicos e enfermeiros mesmo sem estar concluído o reconhecimento de cursos.

A Ordem dos Médicos (OM) e a dos Enfermeiros (OE) contestam o decreto que, a partir de hoje, permite a contratação de estrangeiros que não concluíram os processos de certificação, dispensando a inscrição nas respetivas ordens. Dizem que coloca em causa a "segurança" e lamentam não terem sido ouvidos.

Segundo José Miguel Guimarães, bastonário da OM, o decreto abre a porta a situações "graves", que podem colocar em causa a "segurança" dos doentes. Se aqueles clínicos "cometerem erros graves, a responsabilidade é zero", sublinha. Ontem, a OM aguardava que o Conselho Nacional se pronunciasse sobre três possibilidades: "Não fazer nada, incluir as pessoas na OM de forma provisória e com restrições especiais, e contestar o decreto".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG