Investigação

Outra autarca do PS no caso das golas antifumo

Outra autarca do PS no caso das golas antifumo

A dona da fábrica MOSC, que produziu as golas antifumo para o programa "Aldeia Segura", é uma autarca do PS da Póvoa do Lanhoso e integra a Assembleia de Freguesia de Taíde.

Apesar de ter sido a Foxtrot a empresa contratada para fornecer a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), acabou por ser a MOSC a fabricar os materiais. O Ministério Público (MP) apurou que a socialista Maria Odete Silva da Cruz, proprietária da MOSC - que tem as iniciais do seu nome -, terá recusado dar preços à ANEPC, mas depois foi subcontratada pelo cunhado, por 73 mil euros, para fazer o mesmo trabalho.

Maria Odete Silva da Cruz é cunhada de Ricardo Peixoto Fernandes, dono da Foxtrot, casado com Isilda Gomes Silva - que é presidente socialista da Junta de Freguesia de Longos, em Guimarães. Ricardo Peixoto Fernandes, que ganhou 350 mil euros da Proteção Civil, é irmão de Luís, gerente da MOSC e casado com Maria Odete.

A Foxtrot foi a empresa indicada à ANEPC por Francisco Ferreira, o antigo adjunto de José Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, para fornecer por ajuste direto as golas antifumo e os kits de emergência para o programa "Aldeia Segura, Pessoas Seguras.

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias