Conta solidária

Pais da Matilde já ajudaram pelo menos 16 crianças

Pais da Matilde já ajudaram pelo menos 16 crianças

Os pais da bebé Matilde divulgaram na página de Facebook, como prometeram em conferência de imprensa, que já ajudaram pelo menos 16 crianças com os donativos dos portugueses.

A conta solidária que atingiu os 2,5 milhões de euros servia para salvar a pequena Matilde, mas o Estado acabou por pagar o tratamento. Agora, garantem na mesma publicação, os objetivos não mudaram e querem continuar a fazer a diferença na vida de outras crianças.

Segundo o que o JN apurou, Carla Martins e Miguel Sande têm ainda mais pedidos, além dos 16 que publicaram, a que estão a tentar dar resposta. A prioridade, como já afirmaram, é usar a verba para ajudar crianças com Atrofia Muscular Espinhal (AME). Ainda assim, também estarão a tentar responder a pedidos de ajuda de famílias ligados a outras patologias. Neste momento, estão a aguardar orçamentos de clínicas para poderem financiar os tratamentos de mais crianças.

A Matilde já tomou o fármaco Zolgensma e, segundo a mesma publicação, a bebé está a reagir bem ao tratamento e aos corticoides. Sobre os pedidos de devolução de donativos, que se verificaram depois de o Estado ter financiado o tratamento, o JN sabe que têm chegado através da página de Facebook e que Carla e Miguel têm dado resposta no espaço máximo de uma semana. Até à data, segundo o que apuramos, foram muito poucas as solicitações de restituição.

A conta solidária foi criada para ajudar a salvar a bebé Matilde, que aos dois meses de vida tinha um diagnóstico fatal - AME tipo I -, e precisava do "medicamento mais caro do mundo". Os portugueses responderam em massa, mas o Estado pagou o tratamento.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG