Exclusivo

Pandemia faz aumentar quedas de doentes de Parkinson

Pandemia faz aumentar quedas de doentes de Parkinson

Confinamento, falta de exercício físico e de apoio provocam atrofia muscular e diminuem a qualidade de vida, alerta a associação que representa os pacientes. Há mais de 20 mil no país.

O confinamento levou a um maior número de quedas e ansiedade nas pessoas com Parkinson. O alerta é lançado este domingo pela Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson, quando se assinala do dia mundial da doença neurodegenerativa, que atinge cerca de 20 mil pessoas em Portugal.

"A falta de exercício físico devido a todas as restrições para ir à rua e a dificuldade de acesso a consultas e a reabilitação levam a maior probabilidade de atrofia muscular", provocando "mais quedas", uma das principais causas de morte nestes doentes, conta Ana Botas, presidente da associação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG