Exclusivo

Passes a 30 e 40 euros alargados a todo o Grande Porto

Passes a 30 e 40 euros alargados a todo o Grande Porto

Todos os passes do Grande Porto custarão 30 e 40 euros, a partir de 1 de abril, incluindo nas linhas ainda não integradas na rede Andante.

A Área Metropolitana do Porto (AMP) negociou com os operadores, para que os passes de cada empresa (monomodais) baixem para os mesmos valores. Esses clientes beneficiarão do desconto, com a desvantagem de, para já, não poderem usar esses títulos no metro e nos autocarros de outras transportadoras.

À medida que as camionetas sejam dotadas de validadores e as carreiras integradas no Andante, será adotado o passe único intermodal. "É uma solução provisória", reconhece Eduardo Vítor Rodrigues, só possível porque a AMP assumiu que compensará os operadores, suportando a diferença entre o preço habitual do passe monomodal e os novos valores. "Poderá demorar entre um a três meses, até que todos os destinos usufruam da intermodalidade", reconhece o presidente do Conselho Metropolitano do Porto, que assina hoje de manhã o contrato interadministrativo com o Governo. Esse acordo, firmado com o ministro do Ambiente Matos Fernandes, dá à área metropolitana o poder de estender o desconto do passe único à CP (nas linhas urbanas desde Paredes a Espinho) e de gerir todo o processo do passe único, incluindo distribuir as receitas e pagar a compensação às empresas pelo desconto no passe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG