eleições legislativas

Passos Coelho já tem "na cabeça" Governo que pretende formar

Passos Coelho já tem "na cabeça" Governo que pretende formar

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou, esta quarta-feira, que já tem na cabeça a composição do Governo que pretende formar se ganhar as eleições legislativas de 5 de Junho.

Durante uma visita ao porto de pesca de Sesimbra, questionado se já sabe a quem vai entregar a pasta das Pescas, Passos Coelho respondeu: "Eu tenho o Governo na minha cabeça, sim".

O presidente do PSD não quis, contudo, adiantar nomes: "Não ficaria bem, nem faz sentido. Quando for o tempo próprio, conhecerão o Governo". E apelidou de "ficção" a ideia de que o seu partido defende a extinção do Ministério da Agricultura: "Foi uma coisa que o PSD nunca defendeu".

"A primeira touca de campanha"

Em Sesimbra, Passos Coelho defendeu também que é preciso mais "bom senso" na legislação em geral, depois de ter estado reunido com uma cooperativa de produtores de pesca artesanal, que se queixou das regras aplicadas a este sector, como a obrigatoriedade de diários de bordos electrónicos.

Durante uma visita de quase duas horas ao porto de pesca de Sesimbra, Passos Coelho esperou a chegada de um barco, conversou com pescadores e usou a sua "primeira touca de campanha" para assistir ao processo de embalagem e armazenamento do peixe.

Quando se estava a equipar, o presidente do PSD começou por confundir a touca com a protecção que se coloca nos pés. "Ora, a minha primeira touca de campanha. Ah, isto é para os pés. Eu não tenho duas cabeças, portanto presumo que seja para os pés", disse. Passos Coelho colocou então a protecção para os pés, a touca e uma bata.

PUB

A seguir, em declarações aos jornalistas, o presidente do PSD apontou a pesca como "um sector estratégico para o país", a par da agricultura. "São áreas mais tradicionais, mas que vão ser críticas, quer para absorver uma parte do desemprego que nós temos, quer também para substituir importações. Nós temos uma dependência alimentar muito grande do exterior", considerou.

Segundo o líder social-democrata, Portugal gasta "muito dinheiro comprando produtos que vêm do resto da Europa e de fora da Europa" quando dispõe de "recursos" para substituir essas importações.

De Sesimbra, Passos Coelho seguiu para o Montijo, para uma visita às instalações da Santa Casa da Misericórdia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG