Nacional

Passos Coelho só discute alianças depois das eleições

Passos Coelho só discute alianças depois das eleições

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou esta quarta-feira que só estará disponível para entendimentos com outros partidos após a realização das eleições de 5 de Junho, que anuncia como "clarificadoras" quanto aos termos dessas eventuais alianças.

Numa visita à empresa Simoldes, em Oliveira de Azeméis, líder mundial no fabrico de moldes para a indústria automóvel, Pedro Passos Coelho declarou que só nessa altura se poderão concretizar os entendimentos a que o primeiro-ministro fez referência na terça-feira à noite numa entrevista televisiva.

"Nós primeiro precisamos de clarificação das eleições", explicou Passos Coelho, acrescentando:"É preciso que os portugueses, quando forem votar, digam exactamente o que querem - e não querem com certeza, é a minha expectativa, que tudo fique na mesma".

Na entrevista à TVI, José Sócrates afirmou que está disponível para entendimentos com qualquer que seja o líder dos sociais-democratas, considerando "não só possível como desejável um entendimento entre PS, PSD e outros partidos que se disponham a cooperar".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG