Covid-19

PCP e o Natal: "Deixem os portugueses desfrutar deste momento"

PCP e o Natal: "Deixem os portugueses desfrutar deste momento"

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considera que, desde que as normas sanitárias sejam cumpridas, os portugueses devem poder celebrar o Natal com tanta liberdade quanto possível. "Deixem os portugueses desfrutar deste momento", pediu.

"Compreendemos a exigência do momento, mas isso não deve impedir este momento da nossa vida, lidando com os nossos com as cautelas e a proteção necessária. Deixem os portugueses desfrutar deste momento", afirmou Jerónimo de Sousa esta quarta-feira, à saída de uma audiência com o presidente da República, em Belém.

Em causa está o facto de o Governo poder endurecer, na sexta-feira, as medidas para o Natal, em consequência do agravamento dos dados da pandemia.

Sobre as eventuais restrições na campanha eleitoral para as presidenciais de janeiro, Jerónimo disse que o presidente da República "não manifestou opinião".

Pela parte do PCP, o líder comunista disse ser preciso "exigir o máximo de garantia de proteção sanitária" nessa e noutras alturas, de modo a criar condições "para que os portugueses, além do medo de morrer, não tenham também medo de viver".

O presidente da República está a ouvir os partidos sobre a eventual renovação do estado de emergência entre 24 de dezembro e 7 de janeiro. Jerónimo confirmou que o PCP continua a ser contra a manutenção desse mecanismo, pedindo ainda o "reforço" do SNS no tratamento de doentes covid, não covid e ao nível da capacidade para levar a cabo a vacinação contra o novo coronavírus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG