Política

PCP entrega plano de contingência da Festa do Avante à DGS

PCP entrega plano de contingência da Festa do Avante à DGS

O PCP entregou à Direção Geral de Saúde (DGS) o plano de contingência da Festa do Avante. Os comunistas esperam agora por um parecer da DGS sobre as medidas de combate à covid-19 durante o evento. Em causa o evitar de aglomerados de pessoas ou a higienização de mesas e casas de banho.

As medidas que constam no plano não eram conhecidas até ao início da tarde desta quinta-feira, dia em que o PCP realiza uma conferência de imprensa de apresentação da Festa do Avante. O evento realiza-se nos dia 3, 4 e 5 de setembro na Quinta da Atalaia, no Seixal.

No ano passado, a lotação foi reduzida para os 16500 pessoas, houve lugares sentados e espaçados nos espetáculos e pelo recinto estavam circuitos de circulação para evitar o contacto entre pessoas. No final da festa, não houve a tradicional dança da Carvalhesa para evitar aglomerados. Bebidas alcoólicas depois das 20 horas só às refeições e todos os trabalhadores e voluntários tinham equipamentos de proteção individual.

O JN contactou a Direção Geral de Saúde, mas até à hora desta publicação não tinha obtido resposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG