Desconfinamento

PCP quer escolas abertas com menos alunos por turma

PCP quer escolas abertas com menos alunos por turma

O PCP defendeu, esta sexta-feira, a abertura de todos os estabelecimentos de ensino mas com menos alunos por turma.

"Manter o ensino à distância é uma opção que despreza a qualidade da aprendizagem e promove as desigualdades", considerou o dirigente do PCP, Jorge Pires, nesta manhã de sexta-feira, numa reação ao plano de desconfinamento, aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

Para os comunistas, "é preciso abrir as escolas" mas com menos alunos por turma e com a contratação de mais professores e assistentes operacionais. Paralelamente, também deveriam ser retomadas as atividades desportivas ao ar livre vocacionadas para crianças e jovens.

Além de defender a criação de condições para se dinamizar a atividade económica, o PCP defendeu sobretudo quatro medidas: o reforço do Serviço Nacional de Saúde, a aposta no rastreamento e na "testagem massiva", a aceleração da vacinação e a retoma das atividades "definida com clareza" e acompanhadas por "medidas de proteção social".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG