O Jogo ao Vivo

Reunião

PCP quer medidas e vacinação dos mais velhos mas sem restrições

PCP quer medidas e vacinação dos mais velhos mas sem restrições

Jerónimo de Sousa sugeriu ao governo que, se necessário, tornasse a ser montada estrutura de vacinação para agilizar a 3ª dose. Partido também não defende confinamento.

Os comunistas não concordam com medidas de contenção da pandemia que passem por novas restrições ao funcionamento do país e apostam no reforço da vacinação dos grupos prioritários antes das festas, resumiu o secretário-geral do partido, à saída da audiência desta terça-feira à tarde com o primeiro-ministro.

"Ficámos com a ideia que não deverá haver restrições significativas", congratulou-se Jerónimo de Sousa, que recomendou ao governo que "se concretizem respostas que permitam o reforço da vacinação e, se necessário, se remonte o aparelho [que funcionou no início deste ano] para que este processo avance rapidamente".

Quanto à possível vacinação de menores de 11 anos, Jerónimo de Sousa confidenciou que António Costa não lhe deu "confiança que esteja a ser preparado".

"Não há alternativa à vacinação", sintetizou o líder do PCP, que antecipa que, na próxima quinta-feira, após o Conselho de Ministros, serão anunciadas simples "medidas de contenção do contágio".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG