Comité Central

PCP vai às presidenciais de 2021 com candidato próprio

PCP vai às presidenciais de 2021 com candidato próprio

O Comité Central do PCP aprovou a apresentação de uma candidatura própria em nome do partido às presidenciais de 2021. Os comunistas preferiram não aguardar pelo congresso de novembro, onde será escolhido o futuro secretário-geral.

A mais de seis meses das eleições para a Presidência da República, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assegurou, na tarde deste domingo, que os comunistas decidiram que vão apresentar uma candidatura própria e que pode eventualmente ser "uma boa candidata".

"Considerámos que esta candidatura não deveria esperar pelo congresso", disse Jerónimo de Sousa, na apresentação das conclusões da reunião de sábado do Comité Central.

"No mês de setembro, talvez possa ocorrer a indicação desse candidato", acrescentou, depois de referir que foram também criadas as linhas que vão guiar a escolha do futuro líder do PCP, no congresso em novembro, cujas datas serão a 27, 28 e 29. O objetivo é que os nomes que venham a estar em cima da mesa sejam alvo de "ampla auscultação".

"O Comité Central do PCP decide a apresentação de uma candidatura própria às eleições presidenciais de 2021, que dê voz ao projeto e valores de Abril, à defesa dos direitos dos trabalhadores e do povo e à afirmação da igualdade e justiça sociais, e da soberania e independência nacionais", avançou.

Questionado se estaria disponível para voltar a encabeçar essa corrida, repetindo pela terceira vez as experiências de 1996 e 2006, Jerónimo de Sousa assegurou que este processo está "em avaliação" e aquelas duas idas às urnas "foram duas experiências interessantes mas o partido "encontrará mais e melhores soluções para uma batalha tão difícil", talvez até uma "boa candidata".

"Tendo em conta esta batalha, vai ser um bom ou uma boa candidata, mas o Comité Central ainda não assumiu o nome do camarada ou da camarada que vai assumir essa grande responsabilidade", disse.

Outras Notícias