Pandemia

Pedida data para reabertura de lares a visitas de familiares

Pedida data para reabertura de lares a visitas de familiares

Governo já testou mais de 17 mil funcionários e utentes de lares de idosos em Portugal.

O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, padre Lino Maia, pede que o Governo avance com uma data para a progressiva reabertura de lares aos familiares dos utentes. "Falam da reabertura de creches e de outras atividades e vemos os detidos a sair em liberdade. Os idosos, também, precisam de alguma esperança", afirma o responsável, que acredita que, no próximo mês, já haverá condições para se abrirem as portas das estruturas.

Lino Maia defende que se estabeleça um número máximo de visitas diárias, que os familiares entrem com equipamentos de proteção individual e que sejam testados antes do contacto com os utentes. "Poderá criar-se uma sala específica para o efeito [nas instituições]", acrescenta o dirigente, convencido de que há funcionários que, em breve, vão voltar ao trabalho e aliviar a falta de pessoal que tem sido sentida.

70 mil testes

O Ministério da Segurança Social avançou que mais de 17 mil testes ao novo coronavírus já foram feitos em lares de idosos e as autoridades pretendem atingir os 70 mil em maio. Dos funcionários testados, 10% deu positivo.

Em Matosinhos, o vereador da Proteção Civil, José Pedro Rodrigues, vai avançar com uma intervenção mais musculada no Lar do Comércio, com a entrada de bombeiros e proteção civil para impor o cumprimento das normas e garantir a separação dos utentes. Durante o dia de hoje, o quadro de profissionais da instituição será reforçado com sete a oito enfermeiros e pessoal de ação direta.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG