Exclusivo

Pedido ao Governo sistema nacional de recolha de seringas

Pedido ao Governo sistema nacional de recolha de seringas

A Zero (ONG ambientalista) apelou ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática a criação de um sistema nacional de recolha para os 250 milhões de seringas e agulhas consumidas anualmente em Portugal por doentes que administram medicamentos injetáveis em casa.

A associação Zero alerta que o descarte incorreto de seringas e agulhas acarreta riscos tanto ao nível da saúde pública como do ambiente. Um estudo da Faculdade de Medicina da U.Porto (FMUP), divulgado esta sexta-feira, revela que a maioria dos diabéticos deposita as agulhas e lancetas no lixo comum indiferenciado.

"Estes resíduos têm características de perigosidade equivalentes às dos resíduos corto-perfurantes com origem hospitalar, os quais são considerados perigosos. Contudo, não podendo ser entregues nas farmácias, hospitais ou centros de saúde, acabam no lixo doméstico", alertou a Zero, salientando ainda o perigo que estes resíduos representam para os trabalhadores afetos aos serviços de recolha e tratamento dos resíduos urbanos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG