Eleições

Pediram voto antecipado só 397 confinados e 12721 idosos em lares

Pediram voto antecipado só 397 confinados e 12721 idosos em lares

Para o voto antecipado nas legislativas, inscreveram-se apenas 397 pessoas em confinamento obrigatório devido à covid-19 e 12 721 idosos internados em lares, segundo o número final divulgado esta segunda-feira ao JN pelo Ministério da Administração Interna (MAI), totalizando 13118 pedidos. Os votos serão recolhidos esta terça e quarta-feira por brigadas municipais, mais reduzidas do que inicialmente previsto, uma vez que foi dada a possibilidade a quem está confinado de ir às urnas votar no dia 30.

Recorde-se que o prazo para as inscrições abriu quinta-feira e terminou este domingo. A votação decorre esta terça e quarta-feira (25 e 26 de janeiro), com brigadas municipais a recolher presencialmente os votos no local onde os eleitores estão confinados e nos lares de idosos.

Os eleitores em confinamento obrigatório ou internados em lares tiveram a possibilidade de se inscrever por via eletrónica ou na junta da sua residência, mediante a apresentação de procuração.

Nas eleições presidenciais de janeiro de 2021 estavam inscritas 12 906 pessoas para as duas modalidades.

Os números ficaram aquém do previsto e a quantidade de equipas municipais voltou a ser reduzida perante a possibilidade de quem está em confinamento sair para votar no dia 30 de janeiro, nas mesas de voto, tal como os restantes eleitores. Isto na sequência da decisão que foi anunciada pelo Governo, após ter recebido um parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR) nesse sentido.

O Executivo recomendou aos eleitores em confinamento que se desloquem às urnas para votar entre as 18 e as 19 horas, aconselhando os restantes eleitores a votar das oito às 18 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG