Estado de emergência

Petição contra reabertura de creches em maio com mais de dez mil assinaturas

Petição contra reabertura de creches em maio com mais de dez mil assinaturas

Uma petição dirigida ao presidente da República e ao primeiro-ministro está a correr na Internet, apelando à não reabertura das creches em maio. Os subscritores defendem que não é possível ensinar às crianças como manter o distanciamento social, podendo pôr em risco a comunidade escolar e familiares. Este sábado, o documento conta já com mais de 10 mil assinaturas.

A petição é subscrita por um grupo que se diz composto por "mães e pais preocupados com o bem-estar dos filhos" e alega que as crianças "não podem nem sabem manter a distância de segurança, não percebem o porquê de não poderem abraçar-se, beijar ou pedir colo".

Os subscritores lembram ainda que os mais pequenos, "mesmo que lavem as mãos regularmente, nunca estão limpas, mexem no chão, nos brinquedos, objetos, (onde as solas do calçado andam e depositam o vírus trazido da rua) onde de seguida levam a boca".

Com base nestes pressupostos, alertam que há o perigo real de contágio das educadoras e auxiliares que, sustentam, "por sua vez, também vão infetar familiares",

"Não será preciso explicar que a partir daqui terem várias cadeias de transmissão! É normal quererem retomar a economia, mas não comecem pelo fim ou acabarão com confinamento e com medidas mais severas, e a economia terá novo pico decrescente", conclui-se no documento.

A petição online contava, na noite deste sábado, mais 10200 assinaturas.