Exclusivo

Pirotecnia "explode" com prejuízos de 20 milhões

Pirotecnia "explode" com prejuízos de 20 milhões

Proibições devido à pandemia e aos incêndios atiraram o setor para um momento aflitivo. Muitas empresas estão em risco de fechar, uma vez que têm contas no vermelho desde 2017.

Na reta final de mais um verão em que quase não trabalharam, os empresários do setor da pirotecnia acumulam prejuízos e há muitas empresas familiares com décadas de existência que estão em risco de fechar. A proibição de espetáculos de fogo-de-artifício devido ao alegado perigo de incêndio, associada aos efeitos da pandemia, resultou num prejuízo superior a 20 milhões de euros.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Código de Atividade Económica 20510, de fabricação de explosivos e artigos de pirotecnia, representa um volume de negócios anual superior a 40 milhões de euros. O último ano e meio representou um prejuízo "seguramente de mais de metade desse valor", estima Lina Guedes, presidente da Associação Nacional de Empresas de Produtos Explosivos (ANEPE).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG