Exclusivo

Plano Ferrovia está em risco de não ficar concluído em 2023

Plano Ferrovia está em risco de não ficar concluído em 2023

O plano nacional de investimento nas infraestruturas ferroviárias, lançado em 2016 com um prazo de conclusão em 2021, corre o risco de ainda ter obras em curso para além de 2023. O alerta é da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, sublinhando que o investimento previsto para 2024 será de 265,8 milhões de euros, quando, inicialmente, tinham sido inscritos 5,4 milhões.

O plano Ferrovia 2020 deverá ter obras no terreno ainda em 2024. A advertência é da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) que aponta, num relatório divulgado em outubro, o "risco de algumas obras se prolongarem para além de 2023", de acordo com uma previsão de março deste ano. O valor previsto ser gasto em 2024 com o plano sofreu uma alteração: serão afinal 265,8 milhões de euros, quando inicialmente estavam previstos serem apenas 5,4 milhões.

A diferença de valores deve-se aos atrasos, explica o regulador. "Constata-se (...) uma translação dos valores previsionais mais elevados, a que corresponde um acréscimo do atraso em um ano, sendo que anteriormente se previa um gasto residual de 5,4 milhões de euros em 2024 e a atualização mais recente prevê um gasto expressivo de 265,8 milhões de euros".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG