Exclusivo

Poeiras reduziram produção de energia solar em 50%

Poeiras reduziram produção de energia solar em 50%

Quebra maior nas centrais fotovoltaicas registada no pico do evento, a 16 de março.

Além do impacto na saúde, por via da deterioração da qualidade do ar, o fenómeno de poeiras em suspensão oriundas do Norte de África, cobrindo os céus durante três dias, afetou também a produção de energia solar em Portugal. Estimando-se uma redução de cerca de 50% face aos valores previstos para aquele período.

De acordo com informação disponibilizada ao JN pela REN - Redes Energéticas Nacionais, o maior impacto sentiu-se no dia 16 de março, quando aquele evento natural atingiu o seu pico, com uma redução estimada na produção fotovoltaica de 72%. Para o primeiro dia (15), a REN projeta uma quebra de 52%, e para o último (17) de 23%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG