Covid-19

Porto e Braga suspendem missas e funerais nas tardes de sábado e domingo

Porto e Braga suspendem missas e funerais nas tardes de sábado e domingo

A diocese do Porto ordenou esta segunda-feira a suspensão de todas as atividades pastorais com a presença de fiéis, como as missas, devoções populares, funerais e catequese, para os dois próximos fins de semana, período em que vigora o recolher obrigatório entre as 13 horas e as cinco da madrugada aos sábados e domingos, nos 121 concelhos definidos pelas autoridades de saúde como de elevado risco de contágio da covid-19.

Segundo uma nota emitida pelo bispo diocesano, D. Manuel Linda, "a título excecional, e desde que haja absoluta necessidade", as missas vespertinas podem ser antecipadas para a manhã de sábado. Já no que respeita à catequese, o conselho é para que se faça através dos meios digitais.

A suspensão das atividades pastorais, nas tardes de sábado e domingo é recomendada igualmente pelo arcebispo de Braga, que pede aos sacerdotes que repensem o calendário pastoral com sentido de responsabilidade.

"As manhãs do fim de semana, até às 13 horas, continuam a ser tempo para uma normalidade pastoral. Pelo contrário, as tardes de sábado e domingo não poderão ser ocupadas com atividades pastorais, sejam celebrações ou momentos de formação. Não podemos aceitar exceções ou interpretações subjetivas", avisa o prelado.

D. Jorge Ortiga deixa ao critério de cada pároco a possibilidade de passar as eucaristias dominicais vespertinas para o sábado de manhã, a título excecional e durante este período de emergência, e reitera o empenhamento da Igreja Católica no combate à propagação da pandemia.

"Para além daquilo que poderemos pensar ser melhor para este período, não queremos ser motivo de contágio direto ou indireto. Queremos ajudar a sociedade a tomar consciência de que há medidas duras necessárias para o bem comum, ainda que nem todos estejam de acordo. Não nos deixemos iludir. A situação é grave. Temos de ser parte da solução", refere o arcebispo.

PUB

A decisão destas duas dioceses, a que se junta também a diocese de Setúbal, está em linha com as orientações emanadas pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), depois de conhecidas as novas limitações decretadas pelo Governo durante o estado de emergência. Os bispos vão estar reunidos em Assembleia Plenária entre os próximos dias 11 e 13 de novembro, em Fátima, e o tema será motivo de análise mais aprofundada, podendo ser decididas novas orientações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG