Saúde

Excesso de peso entre crianças caiu

Excesso de peso entre crianças caiu

De 2008 para 2019, Portugal caiu 8,3 pontos na prevalência de excesso de peso infantil, entre crianças com seis a oito anos.

O resultado de 29,6 por cento traduz uma quebra consistente. Era 37,9 por cento em 2008. A obesidade também caiu 3,3 pontos para 12 por cento neste período mas subiu comparando com 2016, de acordo com o COSI Portugal (Childhood Obesity Surveillance).

São resultados positivos, dizem em uníssono os especialistas em saúde pública, que hoje se reúnem no instituto nacional Ricardo Jorge, em Lisboa. mas não são motivo para descanso.

"São boas notícias, são resultados extremamente positivos", declara a secretaria de estado da saúde, Raquel Duarte. "Mas olhemos para as ameaças". Alertou para as assimetrias regionais, entre outros aspetos.

Por regiões, a prevalência do excesso de peso foi maior nos Açores, Madeira e norte do país, com 35,9 por cento, 31,6 por cento e 31,1 por cento.

No campeonato da obesidade os piores resultados pertencem aos Açores, Madeira, e centro. Os Açores revelaram, no entanto, uma quebra significativa na prevalência do peso. De 46,6 por cento caiu para 35,9 por cento em 2019.

Este estudo para 2019 foi realizado a partir da análise de 8844 crianças do primeiro ciclo, das quais 7210 foram avaliadas de 228 escolas participantes

Outras Notícias