Proteção Civil

Portugal disponível para ajudar Croácia após sismo que fez sete mortos

Portugal disponível para ajudar Croácia após sismo que fez sete mortos

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil vai disponibilizar 500 camas de campanha à Croácia após o sismo de magnitude 6,4 na Escala de Richter registado na terça-feira.

As autoridades croatas ativaram o Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia e pediram assistência internacional para material e equipamento de apoio, concretamente camas de campanha, geradores, tendas, sacos-cama, iluminação de emergência e aquecedores.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) já informou o Mecanismo que está em condições de disponibilizar de imediato 500 camas de campanha e, caso seja necessário, elementos certificados para a coordenação operacional e dois módulos de busca e salvamento em ambiente urbano, da GNR e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, num total aproximado de 80 elementos.

Segundo um comunicado do Ministério da Administração Interna, Portugal mantém-se em contacto com o Centro de Coordenação de Resposta a Emergências "para acompanhar o desenvolvimento das ações de avaliação em curso na área afetada e para desencadear os procedimentos de envio da ajuda logo que as autoridades croatas manifestem a sua aceitação junto do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

O centro da Croácia foi esta quarta-feira atingido por novos terramotos, um dia depois de registar um violento sismo que provocou pelo menos sete mortos, vários feridos, danificou centenas de casas e privou bairros inteiros de eletricidade.

PUB

De acordo com o Instituto norte-americano de Geofísica (USGS), dois terramotos de magnitude 4,8 e 4,7 na escala de Richter, atingiram, cerca das 5.15 horas a região de Sisak, a sudeste de Zagreb, com alguns minutos de intervalo, mas não foram noticiados os danos causados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG