Covid-19

Portugal doa 5.500 frascos do medicamento Remdesivir à Índia

Portugal doa 5.500 frascos do medicamento Remdesivir à Índia

Portugal doou à Índia 5.500 frascos do medicamento antiviral Remdesivir, utilizado no tratamento de doentes internados com covid-19, no âmbito do sistema europeu de Proteção Civil, anunciou esta quarta-feira a Direção-Geral da Saúde (DGS).

"A Índia solicitou a ativação do mecanismo europeu de proteção civil [Emergency Response Coordination Centre] para fazer face à situação pandémica grave que tem vivido, tendo Portugal manifestado a sua disponibilidade para contribuir de forma solidária", adiantou a DGS em comunicado.

Segundo a mesma fonte, esta doação do medicamento à Índia resultou de uma ação conjunta da DGS, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) e do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Remdesivir é indicado para o tratamento de doentes adultos e adolescentes com pneumonia que necessitem de oxigénio suplementar e foi autorizado na União Europeia para a covid-19.

Em outubro de 2020, o Governo português decidiu adquirir, ao longo de vários meses, mais de cem mil frascos do antiviral remdesivir, com a designação comercial Veklury.

A decisão foi tomada em Conselho de Ministros e anunciada pela ministra da Saúde, Marta Temido, que explicou que a aquisição de mais de cem mil frascos teria um custo de cerca de 35 milhões de euros, uma vez que cada um custa 345 euros.

A Índia ultrapassou pela primeira vez as 4.500 mortes por covid-19 num só dia, com 4.529 óbitos registados nas últimas 24 horas, além de 267.334 novos casos, segundo dados do Ministério da Saúde indiano.

PUB

Com 283.248 óbitos desde o início da pandemia, a Índia é o terceiro país com mais mortes provocadas pelo novo coronavírus, a seguir aos Estados Unidos e Brasil.

O país é o segundo no mundo com mais casos, depois dos Estados Unidos, com mais de 25,4 milhões de infeções acumuladas, de acordo com dados da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

Especialistas alertaram, no entanto, que os números oficiais poderão estar subavaliados, devido à falta de testes e à crescente propagação do novo coronavírus nas zonas rurais, onde a cobertura sanitária é menor.

A braços com uma segunda vaga com um impacto sem precedentes no sistema de saúde, com falta de oxigénio e de camas, a Índia tem atualmente mais de 3,2 milhões de casos ativos.

Além do medicamento doado à Índia, Portugal disponibilizou, recentemente, 24 mil doses de vacinas contra a covid-19 a Cabo Verde, correspondendo ao pedido de apoio formulado pelo Governo daquele país.

O lote de vacinas, acompanhado do material necessário para a sua administração - seringas e agulhas, entre outros -, chegou à Cidade da Praia a 14 de maio.

Esta cedência decorreu no seguimento do compromisso anunciado pelo Governo português de disponibilizar aos países africanos de língua portuguesa (PALOP) e Timor-Leste 5% das vacinas adquiridas por Portugal, no quadro do esforço europeu de partilha desses fármacos contra a covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG