O Jogo ao Vivo

Tempo

Portugal em alerta: máximas de até 39 graus e risco de incêndio em alta

Portugal em alerta: máximas de até 39 graus e risco de incêndio em alta

O IPMA prevê para esta quinta-feira uma pequena subida de temperatura no interior da região Norte e vento por vezes forte. O interior Norte e Centro e alguns concelhos do Algarve estão em risco máximo de incêndio.

O céu estará pouco nublado ou limpo, com períodos de maior nebulosidade na faixa costeira e havendo um aumento temporário de nebulosidade no interior da região Norte. O vento será geralmente fraco, podendo tornar-se moderado durante a tarde e forte nas terras altas até meio da manhã. Está ainda prevista a formação de neblina matinal em
alguns locais do litoral.

Haverá uma pequena subida de temperatura no interior da região Norte. Em todo o território continental, as máximas vão variar entre os 23º (Aveiro) e os 39º (Évora) e as mínimas entre os 15º (Porto e Coimbra) e os 24º (Portalegre).

Interior Norte e Centro e concelhos do Algarve em risco máximo

Toda a região interior do Norte e Centro e alguns concelhos do Algarve estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o IPMA. Trata-se de mais de uma centena de concelhos nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Viseu, Coimbra, Leiria, Santarém e Portalegre.

Em risco muito elevado estão mais de 50 concelhos dos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Aveiro, Leiria, Santarém, Portalegre, Beja e Faro, enquanto em risco elevado vai estar toda a região do Alentejo, o distrito de Setúbal e cerca de 30 concelhos nos distritos de Faro, Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra, Aveiro e Porto.

O Governo colocou Portugal continental em situação de alerta durante os dias de hoje e amanhã. É assim proibida a realização de queimadas e o uso de fogo de artifício ou de outros artefactos pirotécnicos, e é proibido o acesso, circulação e permanência em espaços florestais "previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios". Também não são permitidos trabalhos florestais e rurais com equipamentos elétricos em espaços, como motorroçadoras, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

Por causa do agravamento dos riscos de incêndio, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu um aviso à população, recordando que é proibido estar em espaços florestais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG