O Jogo ao Vivo

Ambiente

Portugal falha no controlo dos caudais dos rios

Portugal falha no controlo dos caudais dos rios

Portugal não está a conseguir avaliar a quantidade e a qualidade dos caudais. Isto porque, denunciam especialistas, há estações de monitorização que não estão a funcionar, sobretudo no Tejo.

Estando a quantidade diretamente relacionada com a qualidade, os baixos níveis dos caudais levam a que os sistemas estejam em stress hídrico.

"Muitas estações hidrométricas, que medem os caudais, não estão a funcionar na bacia do Tejo. Na qualidade é ainda pior, porque são estações mais sofisticadas, que também não funcionam ou não medem tudo o que deviam medir", alerta, ao JN, a presidente da Associação Portuguesa de Recursos Hídricos (APRH), Susana Neto.

Refira-se que numa conferência organizada no final da passada semana pela APRH sobre os caudais no rio Tejo, a investigadora do Instituto Superior Técnico Maria Manuela Portela demonstrou que a maioria das 29 estações hidrométricas ao longo do Tejo não tinham registos.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias