Relatório Semanal

Portugal perto de atingir os 100 mil casos de covid-19. Mortes continuam a subir

Portugal perto de atingir os 100 mil casos de covid-19. Mortes continuam a subir

Portugal contabilizou, na última semana, 99 866 casos e 142 mortes de covid-19. Face ao período anterior, houve um aumento de 23 746 casos e de 15 óbitos pela doença.

De acordo com o relatório semanal da Direção-Geral da Saúde (DGS), habitualmente publicado à sexta-feira, Portugal contabiliza agora 99 866 casos de covid-19. Os dados, relativos ao período entre 3 de maio e 9 de maio, refletem um aumento de 23 746 infeções face ao número reportado no último balanço, referente aos dias entre 26 de abril e 2 de maio.

O maior número de contágios concentrou-se na região Norte (35 993), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (29 047), Centro (20 986), Alentejo (5759), e o Algarve (3519). O arquipélago dos Açores soma mais 3368 casos e a Madeira 1194. Em todas as regiões, exceto na Madeira, houve um aumento de novos casos em relação à semana anterior. O Norte foi a região onde a subida de número de casos foi mais significativa, com mais 11 091 infeções.

PUB

Os grupos etários onde se verificou uma maior prevalência da doença foram, primeiro, o dos 40 aos 49 anos (17 090) e depois dos 50 aos 59 anos (14 726). No entanto, é importante mencionar que a maior subida de casos deu-se na faixa etária dos 10 aos 19 anos, com 5605 novos casos, totalizando 13 873 infeções.

No que diz respeito à mortalidade da doença, entre 3 e 9 de maio, morreram 142 pessoas infetadas, mais 15 do que na semana anterior. A maioria das vítimas tinha mais de 70 anos e vivia na região Norte (54 óbitos). Em Lisboa e Vale do Tejo morreram 27 pessoas, no Centro 26, no Alentejo 12, no Algarve nove e nos Açores quatro. A Madeira não registou nenhuma morte.

Nos hospitais, estavam 1207 pessoas internadas, mais 88 do que na semana anterior, com 59 pacientes em estado grave nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos uma.

O índice de transmissibilidade, o R(t), passou de 1,03 para 1,13. A incidência passou de 740 por cem mil habitantes para 940 na semana de análise, comprovando a tendência crescente que a pandemia vive em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG