Incêndios

Portugal responde por um quarto da área ardida na Europa

Portugal responde por um quarto da área ardida na Europa

Os incêndios florestais destruíram, no ano passado, um total de 178 mil hectares de floresta e terrenos na União Europeia, continuando Portugal a ser o Estado-membro com a maior área ardida: 44.578 hectares, ou seja, 25% do total.

A área ardida é, no entanto, das mais baixas "dos últimos dez anos", de acordo com a informação divulgada esta tarde pela Comissão Europeia.

De acordo com os dados facultados por Bruxelas, a área ardida no ano transato corresponde a 68% da média de 140.620 hectares ardidos na última década. No total, registaram-se 12.273 incêndios, sendo que apenas o que consumiu Faro entre os dias 3 e 10 agosto representa 62% da área ardida no nosso país.

Dos 82% de incêndios investigados pelas autoridades policiais, concluiu-se que metade tiveram origem em atos negligentes e quase um terço em fogo posto. No seu relatório, a Comissão Europeia dá ainda conta que as florestas de eucalipto e de sobreiro foram as mais fustigadas pelos fogos de 2018.