Pandemia

Portugal tem 198 surtos de covid-19: 127 na região de Lisboa

Portugal tem 198 surtos de covid-19: 127 na região de Lisboa

A ministra da Saúde, Marta Temido, informou esta sexta-feira que, neste momento, Portugal tem 198 surtos de covid-19 ativos: 127 na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT).

Na habitual conferência de imprensa de atualização dos dados epidemiológicos em Portugal, Marta Temido esclareceu que surtos como o registado numa indústria de carnes em Tomar - que contabiliza, para já, 34 infetados - têm contribuído para o número ainda elevado de casos de infeção por SARS-CoV-2 na região de Lisboa.

Neste momento, informou a ministra da Saúde, o país conta com 198 surtos ativos: 40 no Norte, 13 no Centro, 127 em Lisboa, cinco no Alentejo e 13 no Algarve.

Nos últimos sete dias, o país teve uma taxa de incidência do vírus de 15,7 novos casos por 100 mil habitantes e, nos últimos 14 dias, de 37,1 novos casos por 100 mil habitantes, valores que, refere Marta Temido, "nos deixam num padrão bastante confortável". A responsável realça, contudo, que "ainda há muito trabalho para fazer".

"Relativamente ao Rt, recebemos hoje a atualização do Instituto Ricardo Jorge, e também aqui a evolução é muito favorável: para os dias 16 a 20 de julho, é de 0,92 para a média nacional", acrescentou. "Com prudência podemos dizer que começam a surgir bons resultados".

PUB

Questionada em relação aos mais recentes dados quanto à vacina de combate à covid-19, a ministra da Saúde sublinhou que Portugal tem participado em reuniões "de periodicidade semanal com os 27 Estados-membros" para assegurar o acesso às primeiras vacinas.

"Há, neste momento, oito consórcios da indústria farmacêutica que estão num processo mais avançado e mais promissor de investigação. Algumas dessas vacinas estão já na fase 3 de investigação. De qualquer forma, é ainda precoce estar a avançar com números. É evidente que a DGS tem uma estimativa, mas é precoce estar a avançar com a informação do número de doses, preços ou datas efetivas para a sua disponibilização", esclareceu.

De referir ainda que, desde o início da pandemia, 4114 profissionais de saúde foram infetados com covid-19, sendo que 3463 estão já recuperados.

Também presente na conferência, o subdiretor-geral da Saúde, Diogo Cruz, adiantou que a DGS está a preparar novas regras de testagem para o inverno. Além disso, recordou a importância das medidas de proteção usadas para o novo coronavírus, salientando que também previnem a gripe sazonal.

Questionada em relação à notícia avançada pelo Expresso de que 300 mil portugueses são imunes à covid-19, a ministra disse apenas que decorreu esta quinta-feira uma reunião de peritos para a discussão dos primeiros resultados, que vão ser apresentados na próxima semana.

"O que posso dizer é que este primeiro estudo transversal teve como objetivo principal estimar a extensão da infeção na população portuguesa. O trabalho de campo decorreu entre 21 de maio e 8 de julho, como estava previsto. Foram recrutados cerca de 2300 participantes, com idades entre os 12 meses e os 93 anos, distribuídos por todas as regiões de saúde, continente e regiões autónomas, e os testes foram feitos em 96 laboratórios e 18 hospitais do SNS", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG