Época balnear

Portugal tem 392 praias com "Qualidade de Ouro"

Portugal tem 392 praias com "Qualidade de Ouro"

A classificação da Quercus para este ano incluiu mais seis praias comparado com o ano anterior. A região do Algarve apresentou a maior subida nas atribuições de galardões, enquanto a região Centro teve a maior queda.

A Associação Nacional de Conservação da Natureza - Quercus apresentou esta sexta-feira a lista com as 392 praias que receberam a atribuição do galardão "Qualidade de Ouro" em 2021. A listagem tem a intenção de distinguir as áreas com base na qualidade da água balnear.

A região do Tejo e Oeste foi a que viu mais praias galardoadas, num total de 100, apesar de terem registado uma perda de seis atribuições, se comparado com o ano passado.

Na listagem da Quercus, 329 são praias costeiras, 52 são praias interiores e 11 são praias de transição. A região do Algarve chamou atenção por ter tido a maior subida com mais 17 galardões. O total final foi de 93.

A região Norte verificou também uma subida de atribuições com seis a mais e teve, por isso, 72 galardões. A Região Centro recebeu 15 galardões, enquanto o Alentejo perdeu um, somando 28.

Em relação às ilhas, a Região Autónoma dos Açores teve um total de 42 atribuições e a Região Autónoma da Madeira registou uma subida de sete galardões, com 30 praias no final.

A atribuição é determinada por uma série de critérios que passam pela necessidade da qualidade da água ter sido "excelente" nas últimas cinco épocas balneares (de 2016 a 2020), de no ano passado a praia não ter recebido nenhum desaconselhamento da prática balnear e/ou proibição da prática balnear, e por fim são verificadas as análises das águas no ano passado, que devem apresentar resultados melhores que os valores definidos na Diretiva relativa às águas balneares.

PUB

A Quercus reforça ainda que os banhistas devem respeitar as regras sanitárias definidas pela Direção-Geral da Saúde na época balnear para evitarem ajuntamentos. Pedem também para que nunca se descartarem as máscaras diretamente no meio ambiente e sim nos sítios adequados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG