Coronavírus

Portugueses em quarentena saem no sábado após análises

Portugueses em quarentena saem no sábado após análises

O período de quarentena dos 20 cidadãos repatriados, no início deste mês, da China, termina este fim de semana, avançou Graça Freitas, diretora da Direção-Geral da Saúde (DGS), em conferência de imprensa.

A saída do isolamento está marcada para sábado, dia 15 de fevereiro, contudo, na véspera, os cidadãos vão repetir os exames, cujos resultados serão conhecidos nessa tarde. Até à data, "não têm tido sintomas", disse Graça Freitas.

O período de incubação do novo coronavírus pode prolongar-se até 24 dias, e não 14 como se apurou anteriormente, segundo um estudo publicado esta terça-feira, e realizado por 37 pesquisadores, incluindo o proeminente epidemiologista chinês Zhong Nanshan. No entanto, a DGS mantém o calendário do isolamento voluntário dos 20 cidadãos repatriados.

"Nós não sabemos se este vírus vai ter a capacidade de se propagar ou não a outros países, mas temos de nos preparar para essa eventualidade com tranquilidade. E portanto, nesse sentido, o sistema de saúde português ativou novamente e está a atualizar os seus planos de contingência e as suas medidas de preparação e de resposta e as suas orientações. E faz isto com imensos parceiros em todo o país. Parceiros do sistema central, do ministério da saúde, tanto as instituições centrais. Parceiros que estão nas regiões, incluindo as regiões autónomas, que estão nos nossos serviços, que são os nossos delegados de saúde e a nossa rede de saúde pública", sublinhou Graça Freitas, em conferência de imprensa realizada ao final da tarde desta terça-feira.

"A nossa capacidade de detetar casos e de os transportar em segurança para o hospital de referência existe. As pessoas que apresentam sintomas e uma história de viagem ou de contacto com outro doente procuram cuidados preferencialmente através de uma linha telefónica. Os médicos e os enfermeiros, os profissionais de saúde estão atentos e a fazer a história clínica e o percurso dos últimos 14 dias sinalizam estes casos. Uma vez sinalizados são validados e uma vez validados são internados. Este é o primeiro nível de contenção e um país como o nosso que é capaz de faz este nível tem um nível de preparação elevado. Este é o nível da maior parte dos países ditos desenvolvidos. O que importa é termos esta capacidade de detetar, isolar, tratar e depois rastrear os contactos destas pessoas", acrescentou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG