Exclusivo

Portugueses entre os mais satisfeitos com a democracia, em casa e na Europa

Portugueses entre os mais satisfeitos com a democracia, em casa e na Europa

Os portugueses estão mais satisfeitos do que a generalidade dos europeus com o funcionamento da democracia, seja no país (62%), seja na Europa (65%), de acordo com os resultados mais recentes do Eurobarómetro. Entre os valores mais importantes a defender pelo Parlamento Europeu escolhem o da igualdade entre homens e mulheres (32%). Nas políticas, a prioridade das prioridades deve ser a saúde pública (72%).

Quando o que está em causa é o funcionamento da democracia ao nível da União Europeia, o entusiasmo dos portugueses só é ultrapassado por quem vive na Irlanda (84%), Dinamarca (72%) e Luxemburgo (70%) e está muito acima da média europeia (53%) dos espanhóis (51%), franceses (44%), ou gregos (34%), claramente os mais desiludidos, de acordo com a vaga mais recente do Eurobarómetro, que inquiriu 26 mil cidadãos dos 27 estados da União Europeia, incluindo mil portugueses.

Quando a avaliação incide sobre as instituições e os políticos caseiros, a satisfação cai três pontos (62%), com os portugueses a serem ultrapassados, não só pelos cidadãos dos três países referidos acima, mas também por suecos, finlandeses, alemães, holandeses e belgas. Ainda assim, a confiança na democracia nacional é superior à média europeia e de novo bastante superior à fé que manifestam franceses (51%), espanhóis (49%), gregos (33%) e eslovenos (32%), que ocupam o fundo da tabela.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG