Premium

Praxes na Universidade do Minho suspensas após contestação

Praxes na Universidade do Minho suspensas após contestação

Dois dias depois de ter anunciado o regresso das praxes nas redes sociais, o Cabido de Cardeais, que gere esta atividade na Universidade do Minho, recuou na decisão e anunciou, quarta-feira, a suspensão das atividades "com efeito imediato".

A decisão surge depois de o reitor, a Associação Académica e até a Junta de Gualtar, em Braga, onde está instalado um campus, se terem pronunciado contra o regresso destas práticas às imediações da academia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG