O Jogo ao Vivo

Conselhos úteis

Precisa de pensar e agir como se tivesse Covid-19

Precisa de pensar e agir como se tivesse Covid-19

O objetivo não é assustar, mas a situação vai piorar, muito, antes de começar a melhorar!

A única forma de fazer com que as pessoas percebam que comportamentos têm de ter para cortar a transmissão do vírus na comunidade é agir como se estivessem infetados. Cada vez que sai de casa, visita um amigo, vai às compras, você é um risco para outra pessoa. E é assim que cada um de nós tem de pensar e agir. Assim, se tiver dúvidas sobre o que pode ou não pode fazer, comporte-se como se estivesse infetado.

Se estiver infetado, vou transmitir-lhes a doença e eles, sendo mais velhos, têm maior risco de contrair formas graves da doença e morrer.

Se estiver infetado, vou transmitir-lhes a doença. Se algum deles tiver uma doença que o torne imunocomprometido poderá ter uma forma mais grave da doença e morrer; os outros irão levar o vírus para dentro das suas casas, infetar os seus filhos, pais, outros amigos.

Se estiver infetado, vai transmitir a doença aos seus familiares mais queridos, alguns deles poderão ter formas graves da doença e até morrer.

A identificação das pessoas com critérios para realizar o teste e o teste "per si" é fundamental para que se possam implementar no terreno as medidas de saúde pública - o isolamento do doente (com teste positivo), identificação dos seus contactos que deverão ficar em isolamento profilático durante 14 dias (durante o qual deverão estar atentos aos sintomas).

Mas não chega! Temos de ter consciência de dois fatos importantes:

1. Podemos estar infetados e estar assintomáticos.

2. O teste pode ser falsamente negativo - por características técnicas ou porque simplesmente estamos numa fase inicial da doença com uma carga viral ainda não detetável.

Por isso é que, se tivermos exposição, temos de manter isolamento profilático durante 14 dias (independentemente do resultado do teste).

Cada movimento seu pode fazer a diferença! É por isso que a felicidade de estar com um familiar, os filhos, os netos, os amigos ou dar um daqueles abraços de quebrar ossos...está em espera. É por isso que TODOS contam. Por si. Por Todos.