Diogo Vasconcelos

Presidente da Cisco Systems: "É grande perda para o país"

Presidente da Cisco Systems: "É grande perda para o país"

O presidente da Cisco Systems em Portugal, Carlos Brazão, considerou a morte do ex-vice-presidente do PSD Diogo Vasconcelos e consultor da empresa "uma grande perda para a sua família e para o país".

"Era uma pessoa única com uma experiência de vida enorme. Fez muita coisa na vida, foi líder académico, militante político, empreendedor, tendo feito parte da equipa revolucionária tecnológica em Portugal", disse o presidente da Cisco Systems em Portugal, empresa para a qual Diogo Vasconcelos trabalhava como consultor há cerca de quatro anos.

Carlos Brazão destacou ainda que "como líder político, foi vice-presidente do PSD durante a liderança de Durão Barroso, liderou a UMIC (Agência para a Sociedade do Conhecimento), tendo sido fundamental na orientação e aposta que Portugal fez nas tecnologias da informação".

O ex-vice-presidente do PSD Diogo Vasconcelos morreu quinta-feira à noite em Londres, Reino Unido, aos 43 anos, vítima de uma paragem cardíaca.

Nascido a 16 de maio de 1968 no Porto, Diogo Vasconcelos foi mandatário digital da campanha eleitoral de Cavaco Silva nas últimas eleições presidenciais, foi vice-presidente do PSD e consultor da Presidência da República para os assuntos da Sociedade do Conhecimento, bem como de empresas nacionais e internacionais.

Diogo Vasconcelos era consultor e vivia em Londres desde 2007 e trabalhava como responsável internacional pela área de consultoria para o sector público do grupo americano Cisco Systems.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG