Covid-19

Pressão no internamento leva S. João a suspender parte das cirurgias

Pressão no internamento leva S. João a suspender parte das cirurgias

Decisão foi tomada numa reunião do gabinete de crise do Hospital de S. João, no Porto, devido ao aumento de casos de covid-19 nos últimos dias e subida do número de doentes internados.

O Hospital de S. João, no Porto, está no nível II do plano de contingência, com dois serviços (doenças infecciosas e ginecologia) dedicados unicamente a doentes covid-19 e já com uma taxa de ocupação de 100%.

Mas, após reunião do Gabinete de Crise​​​​​​, esta terça-feira à tarde, o hospital decidiu ativar "nas próximas horas o nível III do plano de contingência" e suspender parte da atividade cirúrgica programada "em resposta à necessidade de aumentar as áreas de internamento dedicadas à covid-19 e ao fluxo no Serviço de Urgência ", apurou o JN.

O nível III do plano de contingência (há quatro no total) prevê a alocação imediata do serviço de Medicina Interna à covid-19, o que terá impacto direto na limitação da atividade cirúrgica eletiva.

O Hospital de S. João já reativou o hospital de campanha para a receção de doentes suspeitos de estarem infetados com covid-19. Desta vez, há duas tendas exclusivas para menores de idade. Durante a primeira vaga, as seis tendas disponíveis destinavam-se a adultos.

PUB

Outras Notícias