Exclusivo

Procuram donativos para ajudar futuras mães sem retaguarda

Procuram donativos para ajudar futuras mães sem retaguarda

Vida Norte existe no Porto há 21 anos e apoia grávidas em situação de fragilidade económica e social. Instalações de Braga em risco de fechar.

Foi há 21 anos que foi criada no Porto a Vida Norte, uma instituição privada com a missão de apoiar grávidas e bebés em situação de vulnerabilidade. Atualmente, a instituição particular de solidariedade social acompanha 110 mulheres por mês, desde a gravidez até que o bebé complete 18 meses. Um trabalho realizado com a dedicação de 20 voluntários e de uma equipa de dez profissionais, maioritariamente psicólogos. Os pedidos de ajuda não param de aumentar.

Íris Duarte, 28 anos, mãe da pequena Ashley, de 14 meses, recorda que chegou à Vida Norte "completamente desamparada". Natural de Cabo Verde, Íris tinha vindo há dois anos para Portugal estudar Gestão de Vendas e Marketing. A notícia da gravidez deixou-a sem chão. "Sentia-me triste, porque à exceção de uma amiga e do pai da minha filha não tinha mais ninguém", comentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG