Mercado

Produtores portugueses de batata doce já podem exportar para o Egito

Produtores portugueses de batata doce já podem exportar para o Egito

Os produtores portugueses de batata-doce já podem exportar para o Egito, um mercado que vai contribuir para a internacionalização das empresas nacionais, avançou esta sexta-feira o Ministério da Agricultura.

"Depois de concluídos os processos de análise de risco de pragas, conduzidos pela Autoridade Fitossanitária do Egito em articulação com a Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), Portugal pode agora dar início à exportação de batata-doce. A análise permitiu fixar os requisitos fitossanitários a serem cumpridos por Portugal", avançou, em comunicado, o Governo.

Citada no mesmo documento, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, notou que a abertura deste novo mercado prossegue os objetivos do Governo "no âmbito do apoio e incentivo à internacionalização das empresas e dos produtos portugueses".

Conforme referiu o Ministério da Agricultura, os processos que visam a exportação de produtos alimentares "envolvem negociações demoradas" com as autoridades dos países de destino.

Assim, "apesar dos naturais desafios associados à abertura de novos mercados", o ministério liderado por Maria do Céu Albuquerque "não tem dúvidas" da relevância da internacionalização do setor, acreditando "que o crescimento passa pela afirmação da marca 'Portugal'".

De acordo com os dados disponibilizados pelo Governo, no que respeita aos produtos hortícolas, entre janeiro e outubro, registou-se um aumento nas exportações em mais de 40,7 milhões de euros, face a igual período do ano anterior.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG