O Jogo ao Vivo

EstudoEmCasa

Mais de 20 professores aguardam há três meses pagamento de despesas de deslocação

Mais de 20 professores aguardam há três meses pagamento de despesas de deslocação

Mais de 20 professores do projeto EstudoEmCasa, no ano letivo de 2020/2021, não receberam as despesas de deslocação de, pelo menos, três meses, garante ao JN Filipe Ramos, docente de Educação Física, que denunciou o seu caso no Facebook este sábado.

Contactado pelo JN, o Ministério da Educação assegura que as despesas a que alude Filipe Ramos "ou já foram pagas ou estão em tramitação nos serviços das respetivas escolas, estando todo o processamento burocrático já concluído".

"Para mim e para os meus colegas de profissão, a palavra tem muito valor", afirma Filipe Ramos. "Infelizmente, todos sabemos que o mesmo já não se pode dizer de alguns políticos, ou de pessoa/s com cargo/s de coordenação."

Responsável pelo planeamento das aulas de Educação Física, do 1º ao 12º ano, Filipe Ramos contesta ainda o facto de ter sido prometido aos professores do EstudoEmCasa que o projeto seria creditado com 50 horas de formação, o que não sucedeu.

No entanto, o Ministério da Educação esclarece que "as ações de formação desenhadas para estes docentes estão devidamente creditadas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG