“Be a Mom"

Projeto de psicologia online já ajudou 500 mães no pós-parto

Projeto de psicologia online já ajudou 500 mães no pós-parto

Iniciativa da Universidade de Coimbra procura mães em período de pós-parto, de todo o país, para aumentar amostra de investigação.

O projeto "Be a Mom" já ajudou cerca de 500 mulheres que foram mães recentemente, através de intervenção psicológica online, para prevenir a depressão pós-parto. As mulheres participam a partir do conforto da sua casa e no período que lhe for mais conveniente. Basta ter um computador, tablet ou smartphone com ligação à internet.

O programa de investigação "Be a Mom", desenvolvido por uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra, ajuda todas as mulheres que manifestem interesse em participar no estudo e tenham tido um bebé nos últimos três meses. Podem ser acompanhadas até aos 12 meses do bebé. A participação é voluntária e sem custos associados.

Para receberem ajuda basta preencherem um questionário online que avalia o seu bem-estar emocional. Depois da avaliação, são aleatoriamente distribuídas em dois grupos: um que tem acesso ao programa, ao qual já acederam cerca de 500 mulheres; um segundo que serve como grupo de controlo, para comparar com as mães que estão a receber a intervenção. No final do estudo, ainda sem data prevista, o segundo grupo terá acesso ao programa.

Das mães que já participaram e receberam ajuda, o feedback tem sido positivo. "Os resultados foram encorajadores: as mulheres tiveram uma maior redução de sintomas de depressão e ansiedade do que as mulheres que não participaram. No entanto, precisamos agora de concluir este estudo, com uma amostra maior e mais representativa para podermos garantir que este programa é eficaz.", comentou Ana Fonseca, investigadora principal.

O projeto foi desenvolvido por uma equipa de psicólogos clínicos e investigadores do Centro de Investigação em Neuropsicologia e Intervenção Cognitivo-Comportamental da Universidade de Coimbra, com a colaboração da Maternidade Daniel de Matos, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

O programa é organizado por cinco módulos, cada um aborda um tema diferente relacionado com a experiência psicológica do pós-parto, como por exemplo lidar com as emoções e pensamentos, lidar com a rede de amigos e família.

"Os conteúdos de cada módulo (informação, estratégias, exercícios) focam-se numa temática específica e são interativos (apresentados em formato de texto, animação ou vídeo), com exercícios para realizar na sessão ou durante a semana, com uma biblioteca com recursos adicionais, etc.

Toda a informação dada sobre as mudanças esperadas nesta fase de vida, assim como os exercícios pedidos, promovem o treino e aquisição de estratégias úteis para lidar com alguns desafios que possam surgir, a nível emocional, no período pós-parto.", explicou ao JN a investigadora principal.

Recentemente o projeto recebeu um financiamento do Programa Operacional Regional do Centro e da Fundação para a Ciência e Tecnologia. "Estamos ainda em fase de recrutamento e precisamos muito de mais mulheres que estejam disponíveis para participar", apelou Ana Fonseca. Todas as mães que tiveram um bebé nos últimos três meses e queiram participar basta consultar a página do Facebook do "Be a Mom" e preencher o formulário de participação.

Outras Notícias