O Jogo ao Vivo

Lisboa

Proteção de Dados está a averiguar caso dos manifestantes russos

Proteção de Dados está a averiguar caso dos manifestantes russos

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) está a averiguar caso da facultação de dados sobre ativistas russos pela Câmara Municipal de Lisboa.

Em declarações ao JN, a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) adiantou que já tem uma averiguação a decorrer com base numa queixa sobre o caso relativo à facultação de dados pessoais de manifestantes à Rússia pela Câmara Municipal de Lisboa.

Para já, a comissão não quer fazer mais comentários até à conclusão do processo.

Recorde-se que a Câmara de Lisboa fez chegar às autoridades russas os nomes, moradas e contactos de três manifestantes russos que, em janeiro, participaram num protesto, em frente à embaixada russa em Lisboa, pela libertação de Alexey Navalny, opositor daquele Governo.

O caso causou várias reações no panorama político. Por seu lado, a Amnistia Internacional Portugal considerou que os manifestantes e as suas famílias estão em perigo.

Por sua vez, o autarca lisboeta, Fernando Medina, explicou que "o erro resultou de um funcionamento burocrático dos serviços que aplicaram nesta manifestação aquilo que aplicam à generalidade das dezenas de manifestações que acontecem no município de Lisboa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG