Nacional

PS conquista quinta maioria absoluta nos Açores

PS conquista quinta maioria absoluta nos Açores

O PS conquistou, este domingo, nova maioria absoluta nas eleições regionais dos Açores, ao conseguir eleger 30 deputados do total de 57 parlamentares da Assembleia Legislativa Regional.

O PSD conquistou 19 deputados, o CDS-PP quatro, o BE dois e o PCP-PEV um deputado e o PPM um deputado.

Em relação às anteriores eleições, em 2012, os socialsitas perdem um deputado tal como o PSD, enquanto o CDS-PP ganham um cada. O PCP-PEV e o PPM mantêm um deputado cada.

O PS conseguiu 46,43% (43.266 votos) contra 48,98% (52.793 votos) em 2012, enquanto o PSD obteve 30,89% (28.790 votos) contra 32,98% (35.550 votos) há quatro anos.

A abstenção atingiu 59,16%, um recorde em eleições regionais nos Açores. Em 2012, não foram às urnas 52,12% dos eleitores.

Graciosa

O Partido Socialista venceu, este domingo, as eleições regionais dos Açores na ilha Graciosa, conseguindo dois mandatos, enquanto o Partido Social-Democrata conquistou o terceiro, regressando assim aos resultados de 2008. Há oito anos, o PS conseguiu eleger dois mandatos e o PSD um, mas nas eleições de 2012 os resultados inverteram-se. Hoje, o PS obteve 1.319 votos (54,55%), tendo os sociais-democratas conquistado 36,72% dos votos (888). Nesta ilha - com 4.406 eleitores inscritos - a abstenção situou-se nos 45,12%.

Terceira

O PS voltou a eleger seis deputados na ilha Terceira, à semelhança de 2012, 2008 e 2004, tendo o PSD conquistado três mandatos e o CDS-PP um. Numa ilha onde a abstenção teve maioria absoluta (58,90%), o PS conquistou 49,04% dos votos, o PPD/PSD 28,76% e o CDS-PP 10,13%. Pelo PS foram eleitos Sérgio de Ávila, Roberto Monteiro, Maria de Fátima Ferreira, Francisco Cabral, Berto Messias e Maria Isabel Quinto. O PPD/PSD elegeu Mónica Seidi, César Toste e Luís Rendeiro e o CDS-PP Artur Lima.

Santa Maria

O PS elegeu dois deputados regionais na ilha de Santa Maria, tal como no sufrágio de 2012, enquanto o PSD voltou a conquistar um mandato. Os socialistas obtiveram 50,27% dos votos (1.103), o que representa uma redução em relação ao sufrágio de há quatro anos, quando o partido obteve 55,24% (1.439). Já o PSD reuniu uma percentagem de votos muito próxima: 29,08%, contra 29,6% em 2012. Os deputados regionais eleitos pela ilha são os socialistas Bárbara Chaves e João Pereira da Costa e o social-democrata Paulo Batista.

Faial

PS e PSD dividiram em partes iguais os quatro mandatos da ilha do Faial, à semelhança do que aconteceu em 2012 e em 2008. O PS conseguiu 32,56% dos votos e o PPD/PSD 41,15%. Pelo PS foram eleitos Ana Luís e Lúcio Rodrigues, e pelo PPD/PSD Carlos Ferreira e Luís Garcia.

Pico

O PS e o PSD alcançaram uma repartição igualitária dos quatro mandatos em jogo na ilha do Pico, repetindo o resultado alcançado nas últimas três eleições. As duas forças políticas perderam votos em relação ao último sufrágio regional. Dos 6.698 votantes naquela ilha, o PS obteve agora 2.647 votos (39,52%) enquanto o PSD conseguiu 2.532 (37,80%). Miguel Costa e Mário Tomé são os deputados regionais eleitos pelo PS e Marco Costa e Jorge Moniz vão estar na bancada do PSD.

São Jorge

Os três mandatos da ilha de São Jorge, menos um do que em 2012, foram divididos entre o PS, o PSD e o CDS-PP. O PS conseguiu 39,54% dos votos, o PPD/PSD 21,40% e o CDS-PP 26,29%. André Rodrigues (PS), António Pedroso (PPD/PSD) e Catarina Cabeceiras (CDS-PP). Em 2012 foram eleitos quatro deputados pela ilha de São Jorge, dois pelo PS, um pelo PPD/PSD e o outro pelo CDS-PP.

Corvo

O presidente do PPM, Paulo Estêvão, foi reeleito para o parlamento regional dos Açores, pela ilha do Corvo, a mais pequena do arquipélago, com 32,03% dos votos. Há quatro anos, Paulo Estêvão renovou o seu mandato com o apoio do PSD que, pela primeira vez na história da autonomia dos Açores, não teve lista própria no Corvo.

Flores

O PS perdeu um dos dois deputados que elegeu em 2012 na ilha das Flores, enquanto o PSD e a CDU elegeram um cada um, o que constitui uma repartição igualitária dos mandatos. Assim, dos 2.017 votantes, o PS conseguiu 478 votos (23,70%), enquanto a CDU obteve 655 (32,47%), e o PSD alcançou 424 votos (21,02%).

São Miguel

O PS manteve os 12 mandatos obtidos na ilha de São Miguel em 2012, o PSD voltou a eleger sete deputados para a Assembleia Legislativa e o BE conseguiu um mandato. Há quatro anos, São Miguel, a maior ilha do arquipélago, elegeu 19 mandatos, número que subiu para 20 neste sufrágio. O PS mantém na ilha o número de deputados eleitos em 2008 e em 2012, conseguindo 23.135 votos (49,24%), enquanto o PSD alcançou 14.379 (30,61%) e o BE 1.964 (4,18%). Por esta ilha, foi reeleito o atual presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro (PS), bem como o líder do PSD/Açores, Duarte Freitas. Ao contrário do que aconteceu há quatro anos, o BE elegeu um deputado por este círculo, Zuraida Soares, que era deputada regional eleita pelo círculo de compensação.

Círculo da compensação

Os cinco deputados do círculo da compensação foram eleitos por quatro partidos: PS, PPD/PSD e BE, com um mandato cada, e CDS-PP com dois mandatos. O círculo da compensação junta os votos que não foram aproveitados para a eleição de parlamentares.