Eleições

PS quer aumentar compensação aos membros das mesas de voto

PS quer aumentar compensação aos membros das mesas de voto

O PS propõe ao Governo uma atualização do valor pago aos membros das mesas de voto, atualmente de 51,92 euros. Um valor considerado "desajustado à responsabilidade" da função e "à carga horária".

Numa altura em que o grosso dos 82.135 agentes eleitorais nas legislativas de janeiro ainda não recebeu os 51,92 euros a que têm direito como compensação pela participação nas mesas eleitorais, o PS avançou com um projeto de resolução que visa propor ao Governo que avalie uma atualização desse montante.

Para os deputados socialistas António Caracol e André Pinotes Batista, a compensação paga aos membros das mesas de voto (nas legislativas foram criadas 16.427 secções de votos e as compensações totalizaram quatro milhões de euros) é insuficiente.

PUB

No projeto de resolução, entregue esta quinta-feira no Parlamento, os deputados consideram que os 51,92 euros que recebem os membros das mesas de voto traduz "um valor que se tem revelado desajustado à responsabilidade do ato e à carga horária e exigência que lhe são inerentes".

"Para além de dar um sinal menos positivo de desvalorização da dedicação cívica no apoio ao ato eleitoral", acrescentam os dois deputados socialistas, lembrando que, no ano passado, a lei orgânica nº1/2021, de 4 de junho, previa "a atualização dos montantes atribuídos aos membros das mesas", durante 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG