Exclusivo

PS separa as águas perante críticas à colagem a Governo "desgastado"

PS separa as águas perante críticas à colagem a Governo "desgastado"

Carneiro destaca vitória pela terceira vez consecutiva mas, na noite eleitoral, o próprio Costa admitiu desgaste.

No PS, é hora de fazer contas, com alguns socialistas a atribuírem os resultados ao que consideram ter sido uma colagem excessiva das autárquicas ao Governo. Foi o próprio António Costa, na noite eleitoral, a admitir o "desgaste". A direção do PS tenta separar as águas e diz ter ganho pela terceira vez consecutiva, garantindo a maioria das câmaras e juntas, apesar de perdas significativas com menos uma dúzia de concelhos e o seu auge na perda de Lisboa para o social-democrata Carlos Moedas.

Após umas eleições em que o secretário-geral e primeiro-ministro se centrou na "bazuca" de fundos, alguns socialistas disseram ao JN que o feitiço se virou contra o feiticeiro, culpando um Governo "desgastado", mas sem assumirem a crítica publicamente. E, tal como o PS, não comentam a urgência de remodelação. Daniel Adrião, que volta a desafiar a liderança, assume as críticas. Constata que "o PS está a perder terreno" e que os resultados "acusam um desgaste da governação ao fim de seis anos". E lamenta a mistura de partido e Governo na campanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG