Protesto

PSD acampa por mais camas no ensino superior

PSD acampa por mais camas no ensino superior

O líder da JSD, Alexandre Poço, passou a noite acampado junto ao Ministério da Ciência e do Ensino Superior para reclamar por mais camas no ensino superior e denunciar a falsa promessa do Governo de criar mais 2500 camas para os estudantes.

Oito elementos da JSD, incluindo o seu líder, o deputado Alexandre Poço, acamparam, na madrugada desta terça-feira, em tendas, junto ao Ministério da Ciência e do Ensino Superior, numa "ação de protesto" pela "falsa promessa do Governo" de criar 2500 camas no ensino superior.

"O PS tem enganado os estudantes do ensino superior e esta situação tem que ter cobro já!", ataca Alexandre Poço, num comunicado enviado às redações, em que o líder da JSD acusa o ministro Manuel Heitor e o Governo de estarem "a brincar com a vida e o futuro de milhares de jovens e de famílias".

Segundo a JSD, a falta de camas pode "comprometer a frequência no ensino superior", uma vez que "cerca de 42% dos alunos" são deslocados da sua área de residência". Foi isso mesmo que disse ao ministro Manuel Heitor, numa carta que entregou, na manhã desta terça-feira, no Ministério da Ciência e do Ensino Superior.

Na carta, Alexandre Poço lembra que o ministro da Ciência e do Ensino Superior "garantiu a abertura de 4500 novas camas, ao abrigo de acordos com entidades terceiras". "Até ao momento, não temos conhecimento da real oferta disponibilizada através desses acordos de contratualização", aponta.

A JSD lembra ainda, na carta, que o Ministério da Ciência e do Ensino Superior "comprometeu-se, em 2018, com a criação de 12 mil camas". Mas, "apenas 32 de 64 realmente novas camas podem ser colocadas ao serviço dos estudantes", denuncia Alexandre Poço. E acrescenta "São números muito ambíguos em relação às 780 camas anunciadas como novas pelo seu Ministério, mas são ainda mais díspares se colocadas em confronto com a promessa de 2.500 novas camas previstas para 2020, segundo o PNAES (Plano Nacional de Alojamento do Ensino Superior", conclui a JSD, na carta entregue no Ministério de Manuel Heitor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG