Autárquicas

PSD assume resultados por escolhas da Direção Nacional

PSD assume resultados por escolhas da Direção Nacional

O PSD apresentou, esta quarta-feira, o nome de 23 novos candidatos às eleições autárquicas, admitindo escolhas dissonantes com as estruturas locais do partido e garantindo que a Direção Nacional vai assumir os resultados eleitorais. Atuais 77 presidentes de Câmara com carta branca para se recandidatarem.

"Não estamos aqui para fazer de caixa de correio das candidaturas". Foi assim que o secretário-geral e responsável pela Coordenação Autárquica Nacional do PSD, José Silvano, assumiu, nesta quarta-feira, que não prescinde de decidir quais são as apostas com mais possibilidades de conquistar câmaras.

Ao apresentar o nome de 100 candidatos autárquicos do PSD, José Silvano assumiu cerca de "uma dezena" de casos em que as escolhas das estruturas locais não serão validadas pela Direção Nacional do partido. "Não temos mais de uma dezena de casos onde haverá divergências de fundo", vincou, deixando claro que a Coordenação Autárquica Final terá sempre "uma última palavra nos processos" de escolha dos candidatos.

"No final, assumiremos a responsabilidade pública com todas as consequências possíveis", garantiu José Silvano, revelando que, no caso de Coimbra, ainda está a ser escolhida uma nova aposta e que, nesta altura, se desconhece sequer se o ex-líder social-democrata Pedro Santana Lopes será candidato pelo partido a alguma Câmara.

Dos 100 nomes, divulgados esta quarta-feira, 23 são novos candidatos, 13 dos quais concorrem em municípios onde os atuais presidentes de Câmara não se podem recandidatar, devido à limitação de mandatos.

Os 23 novos candidatos são: Pedro Louro (Alcochete), Nuno Matias (Almada), Bruno Vitorino (Barreiro), Luís Nascimento (Moita), João Afonso (Montijo), Paulo Ribeiro (Palmela), Luís Santos (Santiago do Cacém), Bruno Vasconcelos (Seixal), Francisco Luís (Sesimbra), Hélder Carvalho (Arruda dos Vinhos), Rui Corça (Azambuja), Nuno Soares (Manteigas), Rui Anastácio (Alcanena), Carlos Moedas (Lisboa), Manuel Teixeira (Cabeceiras de Basto), Bruno Fernandes (Guimarães), José Duarte de Sousa Rocha (Castelo de Paiva), Rui Sampaio (Góis), Álvaro Coimbra (Penacova), Nélson Batista (Loures), Jorge Costa (Moimenta da Beira), João Valério (Oliveira de Frades), Cristina Ferreira (Penedono) e Tiago Ferreira (Torres Novas).

José Silvano também garantiu que 77 presidentes de Câmara do partido têm carta branca para se recandidatarem e processo de homologação agilizado. Entre os quais Carlos Carreiras em Cascais, Ricardo Rio em Braga, Salvador Malheiro em Ovar, Ribau Esteves em Aveiro ou Almeida Henriques em Viseu.

PUB

Até ao dia 31 de março, serão apresentados todos os restantes candidatos do PSD aos 308 municípios do país. "Estes prazos foram os estabelecidos desde o início e vamos concluir o processo neste calendário", garantiu José Silvano, anunciando que será assinado, em breve, o acordo-quadro com o CDS-PP para as coligações autárquicas e quinta-feira o candidato a Lisboa, Carlos Moedas, vai revelar eventuais apoios que terá conseguido de outros partidos do Centro-Direita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG